Projeto nº 38590

 
Promotor
MODIKO – Modular Construction Technology

NIF – 508556350
Dimensão – Média
Concelho – Aveiro
Designação – Modiko Passive House – Casas Modulares Passivas

Descrição do Projecto:
O presente projeto (MODIKO PASSIVE HOUSE), tem como principal objetivo produzir uma reformulação profunda do conceito/produto MODIKO para que tenha um elevado desempenho energético cumprindo antecipadamente as exigências normativas em termos de eficiência energética dos edifícios – ‘Energy Performance Building Directive 2010/31/EU’ (EPBD). Desta forma, pretende-se que os edifícios a produzir sejam de muito baixo consumo energético, sendo desta forma praticamente independentes da flutuação dos preços da energia, que se perspetiva venham a aumentar significativamente nos próximos anos. Assim, estes edifícios cumprirão de forma pioneira os princípios da sustentabilidade no respeita ao Ambiente (muito baixa emissão de Gases Efeito de Estufa), à Economia (baixo consumo energético que se traduz em baixos custos de exploração) e Social (os seus utilizadores não serão afetados pela oscilação do preço da energia, tendo por isso maior liquidez financeira para fazer face às suas necessidades). A grande meta do projeto MODIKO PASSIVE HOUSE é o desenvolvimento (e posterior validação) do conceito/produto MODIKO no sentido de que este passe a responder positivamente aos requisitos definidos pelo “Standard Passivhaus” (o standard, internacionalmente reconhecido, como o mais exigente em termos de performance energética dos edifícios) e, por consequência, cumpra igualmente com o que são os requisitos emanados pela EPBD e a regulamentação nacional associada. O consumo energético exigido pelo Standard Passivhaus é cerca de 80% menor em relação a uma casa regulamentar ao abrigo do RCCTE (DL 80/2006, de 4 de abril) em vigor atualmente em Portugal.

Duração do Projecto:
A calendarização do presente projeto decorre de 2013-12-01 a 2015-06-30 (19 meses).

Investimento Previsto:
No âmbito da candidatura apresentada foi aprovado um investimento total no valor de 277.705,61 Euros, tendo sido considerado como despesas elegíveis o montante de 277.005,61 Euros. O incentivo atribuído à candidatura assume a modalidade de Incentivo não reembolsável, até ao valor de 149.462,30 Euros.

rodape_QREN